20

abr

Yellow dog

Ensine seu amigão a não aceitar comida de estranhos

É comum ver pessoas se derretendo pelo seu cãozinho quando durante passeios ao ar livre e tem sempre quem queira passar a mão ou oferecer petiscos. Esta situação parece ser comum, mas petiscos desconhecidos ou comidas estranhas podem fazer mal ao pet.

Para evitar que esse tipo de inconveniente é muito importante ensinar algumas tarefas ao pet e esta nem sempre é uma tarefa fácil, pois ela vai exigir muita dedicação e paciência.

O treinamento deve ser feito com base em um comando e alimento. Ele é dividido em três partes:

  • Tem cheiro de comida, mas não é comida.

A primeira etapa vai precisar da ajuda de uma pessoa que não é conhecida pelo cão. Ela irá servir como uma espécie de figurante com uma isca. A isca pode ser um pedaço de pano grande com cheio de algum alimento, pois o cão irá tentar pegá-lo da mão da pessoa. Sugere-se que utilize a salsicha como base e, para isso, o pano deve ser cozinhado juntamente com a salsicha para que o cheiro fique. Na hora do teste o dono deve usar o comando “NÃO” e desviar a atenção do pet.

  • Tem cheiro e aparência de comida, mas não é comida.

O segundo teste deve ser feito com um cabo de vassoura. Ele será cortado para que fique visualmente parecido com uma salsicha e, assim como na etapa anterior, deve ser cozinhado no fogo para que também pegue cheiro. O figurante deve balançar a isca na frente do cachorro e o dono deve usar o mesmo comando para desviar a atenção.

  • É comida.

Na última parte do treinamento o pet já estará preparado para ignorar o cheiro e aparência da comida. Desta forma, ficará bem mais fácil de fazer com que ele ignore. O figurante entra mais uma vez em cena para oferecer uma salsicha de verdade. É importante observar a reação do seu pet, pois é comum que ele ignore a comida.

 

Tente fazer o treinamento e depois deixe comentários contanto como foi!

OBS: Caso seu cachorro não aceite a última etapa melhore a recompensa e tente fazer com que o treinamento seja o mais parecido possível com a realidade.

TAGS
Comentários