28

abr

De quais doenças meus cachorros são protegidos pelas vacinas?

De quais doenças meus cachorros são protegidos pelas vacinas?

 

Assim como os humanos, os cães precisam de vacinação para imunizá-los de diversas doenças. Duas delas são indispensáveis para qualquer cachorro: a Antirrábica e a V10 (também conhecida como vacina múltipla). Abaixo falaremos um pouquinho sobre a importância delas:

Antirrábica

A Antirrábica é a vacina responsável pela prevenção da Raiva Canina. Uma doença que está quase erradicada, porém, ainda se faz necessária a vacinação que acontece normalmente após 120 dias de vida do animal, pois esse é o tempo para desenvolver o sistema imunológico e a vacinação ser eficiente, sendo realizado reforços todos os anos. A Raiva é uma doença transmitida através da saliva ou sangue de outros animais portadores, como morcegos, alguns macacos e gambás. A doença não tem cura e é fatal; além do risco de ser transmitida aos humanos.

 V10

A V10, ao contrário do que o nome sugere, protege os pets contra apenas sete doenças. São elas: Cinomose, Hepatite Infecciosa Canina, Parvovirose, Coronavirose, Adenovirose (Tipo I e Tipo II), Parainfluenza e quatro tipos de Lepstospirose. A V10 será aplicada em três doses com intervalo de 21 dias entre elas. Começando a aplicação com 42 dias de vida, tendo até terminar as aplicações 84 dias. O reforço também é anual.

Considerações

Muitas pessoas ficam em dúvida quanto a qual das variantes da vacina múltipla(V8, V10 ou V12) é preferível para o animalzinho tomar. Porém, ambas as vacinas protegem o cão contra a mesma quantidade de doenças. A diferença está nos diferentes tipos de vírus da Lepstopirose que possuem variação referente a região em que o pet vive. Porém, somente um profissional pode orientar qual é a adequada para seu cãozinho.

Sempre procure um profissional para vacinar seu cãozinho. Ele deverá fazer alguns exames para saber se o pet está saudável e se não existe risco de debilitações após a aplicação, por causa dos efeitos colaterais das vacinas.

Fontes: Blog do Cachorro; PrevetHome; PrevetHome; PetCare; Wikipédia

Comentários
TAGS