21

jul

É comum ficar na dúvida de como cuidar da pelagem do seu gato. Fora o incomodo daqueles pelos soltos pela casa. Saiba como resolver esses problemas.

Como cuidar da pelagem do meu gato?

Quem tem um gato em casa sabe que pelos espalhados pelo sofá, tapetes, almofadas, cobertas e, até mesmo em roupas, é algo comum. Alguns donos podem se incomodar com isso, principalmente na hora de receber visitas. Mas você sabia que tem como diminuir isso?

A quantidade de pelos soltos está relacionada com o tipo de pelagem (longa, média, curta, densa). Por isso, falar sobre queda de pelos não é uma regra que se aplica para todos os gatos, pois tudo depende das características de cada raça. Depois que você entender as diferenças de cada pelagem, será fácil manter os cuidados com seu bichano. Lembre-se que os cuidados com a pelagem não devem ser feitas só para evitar pelos na casa. Essa também é uma questão de saúde do seu pet!

No Brasil, a maioria dos gatíneos se encaixam na categoria SRD (sem raça definida). Eles também possuem diferentes tipos de pelagem e, por isso, os cuidados podem ser diferentes. Então fique sossegado que nesse post tem lugar pra todo tipo de gato! Se liga só:

 

Pelagem longa

shutterstock_440190952     A pelagem longa dá mais trabalho, pois tem mais facilidade para sujar e algo acabar se enrolando nos pelos. Ao deixar de fazer escovações, corre-se o risco de nem perceber algum problema.

Pode parecer contraditório, mas um gato de pelagem longa terá quedas menores. E se a escovação não for feita diariamente, os pelos mortos irão se misturar com os que estão saudáveis e isso irá prejudica-los.

Pelagem longa é mais oleosa, ajudando a evitar problemas de pele no gato. Se você tem um bichano de pelo longo, sempre faça escovação diária.

 

Pelagem média

shutterstock_561311299

Já os bichanos de pelo médio terão quedas com mais frequência. Isso acontece porque tem uma pelagem mais densa, com grande quantidade de pelos no corpo.

Se você tem um pet com pelagem assim, terá de fazer escovações diárias, ou no mínimo 3 vezes por semana.

 

Pelagem curta

shutterstock_545773747

 A pelagem curta exige menos cuidados e terá um volume e frequência de queda menores. Por isso uma escovação por semana será suficiente.

Os pelos também funcionam como proteção, gatos de pelagem curta precisam de atenção frequente, pois a pela acaba ficando mais expostas a perigos como pequenos cortes e sujeiras.

 

É questão de saúde!

A pele dos gatos é muito sensível e problemas como alergias, descamações, caspa, entre outros serão comuns se a pelagem não receber os cuidados básicos de higienização. Podemos dizer que é um ciclo, aonde uma coisa leva à outra: a falta de limpeza dos pelos pode ocasionar complicações na pele, que também afetam a pelagem do animalzinho.

É normal ver os gatos se lambendo, não é mesmo? Isso acontece porque são muito higiênicos e  é uma forma de manterem sua limpeza, o famoso “banho de gato”. Mas se você não escova a pelagem do seu gatíneo com frequência, ele terá problemas digestivos, pois acabará engolindo muitos pelos quando se lamber.

 

Troca de pelo e alimentação do gato

A troca de pelo que acontece a cada seis meses, faz parte da vida dos felinos. Nesse período a queda será maior e você deve ficar mais atento nas escovações. Depois que a fase de troca passar, o pelo ficará mais firme e brilhante.

O alimento que você dá para o seu pet também pode influenciar na sua pelagem. A Special Dog possui diversas opções de alimentos desenvolvidos para o seu gatíneo, contendo Ômega 3 e 6, responsáveis em promover uma pelagem mais saudável. Você pode conhecer clicando aqui.

 

A queda de pelo pode ser um problema de saúde?

Se isso tem acontecido de forma intensa e frequente, existe o risco de ser algo mais sério. Problemas de dermatite alérgica, por exemplo, são comuns em gatos. Nesse caso o ideal é procurar um veterinário de confiança para identificar o motivo e o tratamento necessário.

Estresse e ansiedade também podem causar queda de pelo, uma maneira de evitar isso é dando liberdade ao seu pet dentro da casa, além de brinquedos para se divertir durante o dia.

Algumas questões hormonais também podem influenciar. Quando as fêmeas estão no período de cio ou amamentação, tem maior queda de pelo e isso é normal.

 

A escovação substitui o banho?

A reposta é não, mas entenda que são duas coisas diferentes. Já falamos aqui sobre a frequência ideal para dar banhos em gatos. Intervalos curtos de banho, além de ressecar a pele, também baixam a imunidade deles, deixando-os expostos à doenças.

Cuidar da pelagem com escovações diárias/semanais é a melhor forma de mantê-los limpinhos e saudáveis sem banhos frequentes. Em pet shops você encontra diversas opções de escovas comuns, rasqueadeiras e pentes para escovar seu bichano. Se possível, invista também em produtos para o banho, existem shampoos e condicionadores específicos para cada tipo de pelagem.

 

Curtiu essa dica? Então compartilhe esse post com seus amigos.

TAGS
Comentários
TAGS